Geek

Ben Affleck comenta polêmica sobre filmes da Netflix no Oscar

Na última semana, Steven Spielberg se posicionou contra a indicação de filmes produzidos por serviços de streaming em premiações como o Oscar. Para o cineasta, tais longas devem concorrer apenas ao Emmy, na categoria “telefilme”. A Netflix respondeu o diretor.

Ben Affleck, que está prestes a ter um filme estrelado por ele lançado na Netflix, comentou a polêmica no Today, e acredita que a Academia e outras instituições não deveriam limitar o acesso a longas de streaming em premiações:

Eu acredito que ele quis dizer que esses filmes deveriam ser lançados massivamente nos cinemas. Não é um debate sobre defender uma empresa ou outra, é relacionado a quanto um filme deve ser exibido em um cinema para ser de fato um filme e não TV. E essas linhas estão borradas. As pessoas estão assistindo em seus telefones, na internet, na TV. A indústria está mudando.

Segundo Spielberg, existem enormes diferenças entre produções feitas para o streaming ou para as telonas. Uma das principais reclamações é a de que os filmes da Netflix não respeitam a janela de 90 dias entre o lançamento nos cinemas e a versão de Home Vídeo, além de o filme estar disponível a qualquer hora em mais de 190 países, o que tornaria a disputa injusta.

Também foi questionado o fato de Roma ter ficado apenas três semanas em cartaz, sem disponibilizar os dados de bilheteria, e supostamente ter um investimento de quase US$ 60 milhões na campanha de publicidade para o Oscar.

A discussão será levada ao conselho da Academia em abril deste ano.


Fonte: Jovem Nerd