Gamer Playstation

Cyberpunk 2077 vai abordar religiões “sem desrespeito”

A CD Projekt RED se viu envolvida em mais uma polêmica com Cyberpunk 2077 durante essa semana. Traduções de usuários da Neogaf deram margem para uma interpretação que o novo jogo iria abordar tópicos religiosos “doa a quem doer”.

No contexto, o conteúdo sugeria que a companhia promoveria uma abordagem agressiva e ofensiva sobre o tema. Contudo, a CD Projekt esclareceu o mal-entendido. Em declaração ao site norte-americano IGN (via Gamerant), ela confirmou a presença de temas religiosos no jogo, mas garante não desrespeitar nenhuma das crenças em qualquer momento.

O estúdio diz que não vai evitar o assunto, mas tudo depende das escolhas dos jogadores.

Vamos falar sobre isso de várias formas. Como mencionado, nossa visão é mostrar um mundo real. A religião é uma parte importante da sociedade. No jogo, vamos ver, por exemplo, o Cristianismo e diferentes abordagens, ou religiões orientais.

O entrevistador questionou se é possível, por exemplo, entrar em uma igreja e causar um “estrago irreparável”. A CD Projekt comenta que não vai incentivar esse tipo de situação durante a proposta, mas como a experiência é baseada nas escolhas dos jogadores, então a resposta é “sim”.

Cyberpunk 2077 chega em 2020

O lançamento de Cyberpunk 2077 está marcado para 16 de abril de 2020 para PlayStation 4, Xbox One e PC. Recentemente, a CD Projekt detalhou outros aspectos do game, como a escolha de sua origem interfere nos caminhos da campanha e a possibilidade de aventurar-se no modo hardcore.


Fonte: Voxel