Gamer Playstation

Electronic Arts luta contra reputação de ser “malvada”

Não é de hoje que a Electronic Arts é criticada pela comunidade gamer. Matt Bilbey, o vice-presidente do setor de crescimento da EA (Strategic Growth), diz estar lutando contra a má reputação há 25 anos. Ele se sente incomodado pela fama de “os caras malvados da indústria” atribuída à empresa pelos jogadores.

Estou 25 anos na Electronic Arts e continuo lutando contra a opinião externa que diz sermos apenas os caras malvados. Nós amamos produzir e jogar videogames. Infelizmente, quando erramos, o mundo todo percebe por causa do tamanho e escala.

Bilbey, no entanto, espera reverter este cenário através do estúdio EA Originals. Além de promover uma melhor imagem para a empresa e o intercâmbio de informações, a iniciativa permite inserir ideias novas e independentes no mercado. Este é o foco principal do formato.

Conforme nós crescemos, houve uma preocupação com a possibilidade de nos desligarmos de novos talentos. A EA Originals é uma oportunidade de nos conectar com eles novamente e suas ideias. Como não fazemos esses tipos de jogos o suficiente, então é uma boa forma de aprendermos a como realizá-los.

Somos uma empresa com sucessos, mas também erros em torno de microtransações, free-to-play e outros fatores… É uma sensação muito boa poder sentar junto com os desenvolvedores da EA Originals para oferecer conselhos reais. Queremos aconselhá-los a não comentar os mesmos erros.

Até o momento, as produções da EA Originals apresentam propostas de menor escopo, mas focadas em características artísticas e com ideias inovadoras. A Way Out, por exemplo, alcançou 2,66 milhões de jogadores e foi muito bem avaliado pela crítica. Agora, todas as expectativas estão voltadas para Sea of Solitude, game de aventura que tratará sobre depressão.


Fonte: Voxel